Google+ Followers

quarta-feira, 21 de maio de 2014

A CAPA DA CORAGEM



Frase: Com CORAGEM podemos enfrentar tudo o que possa tentar nos impedir de chegarmos ao nosso objetivo.

Atividade proposta: Iniciamos a aula falando com os evangelizandos que precisamos da ajuda deles, mas que primeiro precisamos saber quem pode ajudar. Fizemos algumas perguntas relacionadas  a questão da coragem x medo.
Lembrar que algumas vezes nós temos medo de coisas que não conhecemos ainda e mesmo sem saber se vai ser bom ou ruim, ficamos com medo. Por isso temos medo do escuro, pois não conseguimos ver direito o que está ao nosso redor. É o medo do desconhecido.

Depois contamos a história "O que tem dentro do ovo?".

Conversamos com o ornitorrinco perguntando o que ele aprendeu. E ele explica que aprendeu a ser corajoso, mostrando que o medo serve para nos ajudar a preservar a nossa vida em alguns casos, mas que ser corajoso é não desistir diante das dificuldades, é ser paciente e não desanimar, é superar os medos e acreditar que somos capazes, é respeitar a si e ao próximo e, principalmente, dizer não para atitudes que são erradas mesmo que os outros tentem nos influenciar, mesmo que todos digam sim, sustentar o não, mesmo correndo o risco de ser chamado de bobão.

Cada um recebeu uma capa para decorar com adesivos e colocar em sua mala.




"O que tem dentro do ovo?"

Adaptação DA HISTÓRIA "O QUE TEM DENTRO DO OVO?" - Telma Guimarães Castro de Andrade 

... eu vim pelo caminho pensando em porque temos medo, pois antes de vir para cá eu estive na casa da minha avó e ela resolveu fazer um bolo, pediu que eu pegasse a cesta de ovos que estava do lado da geladeira, enquanto ela separava o restante dos ingredientes. Quando coloquei a cesta em cima da mesa, ela disse que precisava ir rapidinho na padaria comprar fermento, pois o dela tinha acabado.
Depois que ela saiu, eu percebi que um dos ovos era bem diferente dos outros, ele era bem maior e fiquei muito curiosa. Será que era ovo de pata? Ou seria um ovo de avestruz? Resolvi sacudir e perguntei brincando... “Olá! Tem alguém aí?” E o ovo respondeu: “Tem!”
A minha voz quase sumiu de susto. Peguei o ovo com cuidado e coloquei ele numa vasilha com um pano dentro com todo cuidado para não quebrar.
Tentei conversar com ele “Oi ovo eu sou a Carla! Tudo bem com você?” O ovo não respondeu estava mudo, será que eu tinha sonhado? Fiquei um tempão tentando fazer com que o ovo falasse comigo, mas nada.
Minha avó demorou muito para voltar, eu tinha que vir para a evangelização, então, deixei um bilhete explicando o que tinha acontecido e trouxe o ovo comigo para ver se vocês me ajudam a descobrir “O QUE TEM DENTRO DO OVO?”. Vocês vão ter medo de descobrir?
Pegar um saquinho com uma “geleca” bem gosmenta e gelada dentro, dramatizar “Ah! Mas eu acho que morreu!” sacudir o saco perto do ouvido “Não espere, acho que ainda está se mexendo!!!” Perguntar se alguém tem coragem de colocar a mão aqui dentro para ver se está tudo bem, mas não pode olhar, pois vamos ter que descobrir juntos. Deixar quem quiser verificar e observar as reações.
Bem, na verdade eu só queria ver quem aqui teria coragem para me ajudar. O ovo está bem aqui... pegar um ovo feito em papel marché. E dramatizar a cena, interagindo com o ovo. Colocando ele perto do ouvido e repetindo o que ele “falar”.
“Olá! Você ainda está aí? Por que não sai para participar da aula com a gente?” Ouvir o ovo...
“Você não sabe como vai sair aí de dentro?”
Ah! Já sei, tive uma ideia. Pegar uma canetinha e fingir que desenha uma porta no ovo, no lugar onde já tem uma abertura e em cima escrever porta.
“Pronto ! Agora você já pode sair! Por quê ?! Porque eu já fiz uma porta!”
“Não dá para ver quase nada, tudo ai é muito apertado, você está cheio de fome, e quer que eu dê alguma coisa pra você comer?”
Gente, eu não tenho a menor ideia do que ele gosta de comer, já sei “porque você não sai do ovo e vem escolher alguma coisa bem gostosa pra você comer?”
“Não!! Tá tão bom ai dentro. E depois, você acha que se sair eu como você, feito o lobo da história dos Três Porquinhos?”
Puxa ele está com medo de mim? “Será que eu tenho cara de monstro?” Perguntar para as crianças.
“Ele não consegue ver nada lá de dentro. E agora está com medo de vocês também!”
“Olha só, nos somos bonzinhos, estamos aqui no CEM aprendendo os ensinamentos de Jesus, pode sai que a gente não vai fazer nenhum mal para você!”
“Você acha que a gente vai rir de você porque você não se parece com a gente?”
“Crianças, você vão rir dele se ele sair do ovo? Prometem?”
“Viu, todo mundo prometeu que não vai rir de você. Mesmo assim você não tem coragem de sair do ovo?  Porque você é muito estranho, tem bico e pés de pato, mas não é um pato, nasce de um ovo e mama o leite da sua mãe, o seu rabo parece com o de um castor mas você também não é um castor?”
“Alguém tem ideia de quem ele é?” Ouvir e fazer suspense “Será?!”
“Eu tenho uma capa muito especial, é a Capa da Coragem, com ela você fica protegido não só da chuva, mas também de todas as coisas ruins como: o medo das pessoas não gostarem de você; o medo de enfrentar algo novo, saindo do ovo; medo das pessoas falarem coisas ruins para você, chamarem você de feio, de esquisito. Vou colocar a capa dentro do ovo, é só você coloca-la e sair, pois ela vai te proteger.”
 Abrir a porta e colocar dentro a capa dobrada.
“Como é, vai sair ou não vai? Não, o mundo aqui fora não é tão perigoso, existem muitas pessoas amigas em quem você pode confiar, as crianças que estão aqui vão ser suas amigas, não é crianças? Eu vou estar do seu lado.”
Abrir o ovo e tirar de dentro o ornitorrinco usando a Capa da Coragem. Escolher um nome para ele junto com as crianças. (Não tenho foto desse momento, mas tenho do ovo antes de estar concluído e do ornitorrinco)